13 de Fevereiro de 2009

Horário de verão termina no próximo domingo

da Redaçao Rádio Difusora

O horário de verão termina à 0h do próximo domingo (15). Na ocasião, os relógios deverão ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e no Centro-Oeste do país.
 
Essa é a 38ª vez que a medida é implantada no país. A mudança afeta os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.
 
No última edição, o horário de verão foi responsável por uma economia imediata de cerca de R$ 10 milhões, valor bem inferior aos R$ 50 milhões poupados em 2006.
 
A previsão para este ano é de uma redução de 4% a 5% na demanda no horário de pico, segundo estimativa do Operador Nacional do Sistema Elétrico. Isso geraria uma economia de 2,3 mil MW, o que equivale ao consumo de uma cidade de 6,5 milhões de habitantes.
 
Na Vale Paranapanema
 
A redução da demanda (soma das cargas elétricas ligadas simultaneamente) ficou em 4,9% e, em relação ao consumo (energia em kWh) podemos dizer que há redução de 1 hora por dia da iluminação residencial, devido à maior utilização da luz natural. Desta forma, estimamos uma economia de 1.087.316 kWh durante os 120 dias do horário de verão. Isto equivale a 0.4% do consumo total da Vale.
 
Este consumo atende, durante um mês, a 6.390 residências ou todo o consumo de uma cidade com aproximadamente 19 mil habitantes.
 
Comparado com 2007, quando a redução da demanda ficou em 3%, a economia de energia elétrica com o horário de verão foi maior.
 
Data fixa
 
A partir deste ano, a medida terá datas fixas para início e término. Antes, anualmente, era publicado um decreto para definir o período da mudança.
 
De acordo com decisão anunciada pelo governo no ano passado, o horário de verão entrará em vigor sempre à 0h do terceiro domingo de outubro e se estenderá até o terceiro domingo de fevereiro seguinte. Há, no entanto, uma ressalva: caso o terceiro domingo de fevereiro seja o de Carnaval, o encerramento do horário de verão fica para o próximo domingo.
 
Horário de verão
 
O horário de verão é adotado sempre nesta época do ano por causa do aumento na demanda, resultado do calor e do crescimento da produção industrial às vésperas do Natal. Nesse período, os dias têm maior duração por causa da posição da terra em relação ao sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.
O horário de verão foi adotado pela primeira vez no Brasil em 1931, com duração de cinco meses. Até 1967 a mudança no horário ocorreu nove vezes. Desde 1985, no entanto, a medida vem sendo adotada sem interrupções, com diferenças apenas nos Estados atingidos e no período de duração.
 
Curiosidades
 
Em 1784, quando ainda não existia luz elétrica, o jornalista e inventor Benjamin Franklin viu que gastava muitas velas quando trabalhava de noite. Acordar mais cedo passou a ser a sua solução de economia, e ele chegou a sugerir que as praças tivessem "barulhos de canhões para fazer os preguiçosos levantarem mais cedo todos os dias". Para alívio dos vizinhos, a idéia de Franklin não foi implementada, mas ela foi o embrião do que hoje chamamos de horário de verão.

A idéia de ajustar os relógios veio um pouco mais tarde, em 1905, com o construtor William Willett. Ele lutou anos para conseguir introduzir o horário de verão na Inglaterra, mas morreu sem ver sua idéia funcionar.
 
Foi apenas na Primeira Guerra Mundial, em 1914, que o horário de verão foi introduzido pela primeira vez, na Alemanha. Rapidamente, outros países também adotaram a técnica, inclusiv


<< Voltar >>